PARTILHAR COM AMIGOS:

A Universidade Católica de Moçambique é uma instituição de ensino superior privada localizada em Moçambique, com sede na Beira, província de Sofala. Fundada em 29 de março de 1993, iniciou suas atividades em 10 de agosto de 1996, capitaneada pela Conferência Moçambicana de Bispos.

 

A ideia da criação da Universidade Católica de Moçambique surge, com Dom Jaime Pedro Gonçalves, Arcebispo da Beira que, com alguns fiéis e entidades da cidade Beira, com destaque para o então governador de Sofala Dr. Francisco de Assis Masquil conversaram sobre a criação de uma universidade na cidade da Beira, que seria denominada Universidade Católica da Beira cuja vocação consistiria na promoção da Paz e Reconciliação através da oferta de um ensino de qualidade a todos os jovens moçambicanos. A ideia teve vários apoios, inclusive, a ECOB, empresa de construção civil, que se predispôs em apoiar na requalificação do edifício onde funcionaria essa instituição.

 

Dom Jaime teve a ideia de levar o projecto da criação da Universidade Católica à Conferência Episcopal de Moçambique (CEM) onde aos Bispos, ficaram deveras surpreendidos, tendo achado que Dom Jaime estava a sonhar demais, mas os Bispos acabaram por deixar Dom Jaime ir atrás do seu sonho.

Anúncios

 

Dom Jaime começou a mobilizar apoio para a implantação da UCM através de vários parceiros incluindo a Conferência Episcopal da Itália, a Universidade Católica de Portugal, ECOB e outros.

 

No dia 29 de Março de 1993, a CEM emitiu uma declaração de intenção da criação da UCM e submeteu ao Governo da República de Moçambique.

 

Fundação

A Universidade Católica de Moçambique (UCM) foi fundada oficialmente em 1995 como uma instituição de ensino superior privada (cfr. Decreto n.º 43/95 de 14 de Setembro). É uma instituição da Conferência Episcopal de Moçambique (CEM) com sede na cidade da Beira, província de Sofala. É uma das primeiras universidades privadas do País e a primeira com sede fora da cidade de Maputo e a ministrar cursos superiores sem fins lucrativos.

 

No dia 10 de Agosto de 1996, abriu as suas portas com uma Faculdade de Economia e Gestão (FEG), na Beira, e uma Faculdade de Direito (FADIR), em Nampula. Seguiu-se uma Faculdade de Ciências de Educação, actualmente Faculdade de Educação e Comunicação (FEC) em Nampula (1998), a Faculdade de Agricultura (FAGRI) em Cuamba (1999), a Faculdade de Medicina, actualmente Faculdade de Ciências de Saúde (FCS), na Beira (2000), a Faculdade de Gestão de Turismo e Informática (FGTI) em Pemba (2002), o Centro de Ensino à Distância na Beira (2003) e a Faculdade de Engenharia (FENG), a mais recente, no Chimoio no ano 2009. Abriram, ainda, três delegações: uma em Tete (2008), outra em Quelimane (2009) e a terceira, de Informática, na Beira (2010).

 

Assim, a Universidade Católica de Moçambique prossegue na missão confiada pela Conferência Episcopal de Moçambique: formar pessoas competentes, responsáveis, prontas a responder aos diversos problemas intelectuais e sociais que a sociedade enfrenta constantemente. Actualmente, a UCM prepara graduados, não só ao nível de Licenciatura como de Mestrado, preparando-se para começar a oferecer o grau de Doutoramento em diversos campos profissionais. Alguns destes graduados são pessoas de relevo na vida cultural, política e civil do País. Isto faz com que a UCM seja uma grande instituição cultural ao serviço da pessoa na sua plenitude.

 

Criação dos Centros de Investigação

A UCM possui também centros de investigação e consultoria em quase todas as províncias onde se encontra representada. Em Pemba: Centro de Investigação de Desenvolvimento Sustentável e Tecnológico (CIDST). Em Cuamba: Centro de Investigação Agrária e Desenvolvimento Sustentável (CIADS). Em Nampula: Centro de Investigação Konrad Adenauer (CIKA), Centro de Investigação e Desenvolvimento Comunitário (CIDC), Unidade de Aconselhamento Jurídico (UAJ). Em Tete: Centro de Investigação de Recursos Naturais e Desenvolvimento (CIRNDE). Em Chimoio: Centro de Investigação de Tecnologias e Desenvolvimento (CITED). Na Beira: Centro de Investigação em Gestão e Economia Aplicada (CIGEA), Centro de Investigação Santo Agostinho (CISA), Centro de Investigação Geográfica (CIG), Centro de Investigação de Doenças Infecciosas (CIDI). O Instituto Integrado de Apoio à Investigação Científica (IIAIC), coordena as actividades destes centros.

 

Oportunidade de emprego Universidade Católica de Moçambique (UCM)

SE PROCURA MAIS VAGAS DE EMPREGO, CLIQUE AQUI

NOTA: PARA RECEBER ALERTAS DE VAGAS GRATUITAMENTE, BAIXE O APLICATIVO DO SITE SOVAGAS.CO.MZ CLICANDO AQUI

PARTILHAR COM AMIGOS:
Anúncios